Brasileiro Vitor Belfort (D) venceu americano Luke Rockhold com um nocaute espetacular em 2013 | Foto: Getty Images
Brasileiro Vitor Belfort (D) venceu americano Luke Rockhold com um nocaute espetacular em 2013 | Foto: Getty Images

O dia 18 de maio está marcado de forma especial na história do esporte de Jaraguá do Sul. Nesta data, há exatos sete anos, a cidade recebeu o maior evento de MMA do mundo, o UFC.

Grandes nomes da arte marcial, como Vitor Belfort, Luke Rockhold, Ronaldo Jacaré, Rafael dos Anjos, entre outros, desembarcaram no Norte de Santa Catarina para o evento, que virou um marco para o município.

Momento da luta entre Belfort (D) e Rockhold | Foto Arquivo OCP News

A escolha por Jaraguá do Sul causou surpresa entre os fãs de MMA, é bem verdade. Afinal, uma cidade com apenas 150 mil habitantes na época juntou-se ao seleto grupo de sedes da franquia até então: Rio de Janeiro, São Paulo e Belo Horizonte.

Mas naquela noite, o município se igualou as grandes metrópoles e deu motivos de sobra para ter desbancado outras capitais que estavam cotadas para sediar o ‘UFC no Combate 2’, como Porto Alegre, Brasília e Fortaleza.

Com quase 9 mil pessoas, a Arena Jaraguá pulsou durante as 13 lutas do card e espantou o mundo com sua modernidade, pouco vista em ginásios pelo Brasil.

O público ajudou e viveu intensamente o clima do UFC, aproveitando cada momento das ações promovidas antes do evento até o dia principal das lutas.

Foto Divulgação

Além de deixar boa impressão com a estrutura e na divulgação da imagem da cidade Brasil afora, Jaraguá do Sul também recebeu um incremento no setor de turismo.

Cerca de R$ 100 milhões foram movimentados na época, 10 mil turistas transitaram pela região, hotéis ficaram lotados e foram gerados 600 empregos temporários.

A experiência inédita para cidade, Arena, público e organização agradou tanto que o UFC retornou à Jaraguá do Sul em 2014, como a primeira sede do evento no Brasil daquele ano.

Desde então, o UFC não deu mais sinais de que poderia voltar ao município, deixando muitas saudades para quem teve a oportunidade de presenciar o grande evento de perto.

Mas Jaraguá do Sul fez sua parte e mostrou em outros momentos estar à altura de um evento de proporções mundiais, o que deixa as portas abertas para o retorno do Ultimate Fighting Championship à cidade.

Noite dos brasileiros

Se já não bastasse a empolgação pelo evento, o público que foi à Arena Jaraguá naquele 18 de maio de 2013 pôde vibrar com grandes performances de lutadores brasileiros.

Das 13 lutas da noite, quatro no card principal e nove no card preliminar, 10 foram confrontos internacionais. Destes, o Brasil venceu nove, sendo o último com um desfecho emblemático.

No combate mais aguardado do evento, o carioca Vitor Belfort derrotou o americano Luke Rockhold com um nocaute espetacular.

Foto Arquivo OCP News

Ainda no primeiro round, Belfort deu um incrível chute rodado de esquerda que acertou em cheio o rosto de Rockhold, que despencou no octógono. O brasileiro não perdeu tempo e encerrou a luta com uma série de socos no chão.

“Galera, que energia! Estou agora mais forte do que era antes, estou muito feliz com essa oportunidade. Tenho um ótimo time no Blackzilians, quero agradecer a todos eles”, disse Belfort após a luta.

“Tiro meu chapéu para o Vitor, ele conseguiu um chute rodado incrível. Achei que estava achando meu tempo na luta, mas ele veio com esse chute. Eu tenho que voltar à academia e treinar. Eu estava me sentindo bem e achava que poderia vencer hoje. Só posso tirar meu chapéu para o Vitor” lamentou Rockhold.

Confira todos os resultados do UFC no Combate 2

Card principal

  • Vitor Belfort venceu Luke Rockhold por nocaute aos 2m32s do primeiro round
  • Ronaldo Jacaré venceu Chris Camozzi por finalização (kata-gatame) aos 3m37s do primeiro round
  • Rafael dos Anjos venceu Evan Dunham por decisão unânime
  • Rafael "Sapo" Natal venceu João Zeferino por decisão unânime

Card preliminar

  • Nik Lentz venceu Hacran Dias por decisão unânime
  • Francisco Massaranduba venceu Mike Rio por finalização (katagatame) aos 3m08s do primeiro round
  • Gleison Tibau venceu John Cholish por finalização (guilhotina) aos 2m34s do segundo round
  • Paulo Thiago venceu Michel Trator por decisão unânime
  • Iuri Marajó venceu Iliarde Santos por nocaute técnico aos 2m31s do primeiro round
  • Fábio Maldonado venceu Roger Hollett por decisão unânime
  • John Lineker venceu Azamat Gashimov por nocaute técnico a 1m07s do segundo round
  • Jussier Formiga venceu Chris Cariaso por decisão unânime
  • Lucas Mineiro venceu Jeremy Larsen por nocaute aos 13s do terceiro round

 

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram Jaraguá do Sul