Após especulações de que Tite poderia ser demitido da seleção brasileira, o presidente em exercício da CBF, Antônio Carlos Nunes, garantiu que o treinador fica no cargo.

“Eu digo assim: não estamos ganhando? Saímos vencedores da Copa América. E praticamente classificados na Copa do Mundo. Se ganhar amanhã, vamos aos 18 pontos. Aquele ditado: em time que está ganhando não se mexe”, disse o dirigente, em entrevista ao jornal "O Liberal".

Coronel Nunes, como é conhecido, afirmou que ainda não conseguiu conversar com Tite, mas elogiou o trabalho.

“Ele é sério. Já sei como é. Não adianta, por uma questão de vaidade, colocar fulano. Não funciona assim”, declarou.

Segundo informações do jornalista André Rizek, a intenção do então presidente da CBF, Rogério Caboclo, era trocar Tite por Renato Gaúcho.

Porém, o mandatário foi afastado pela Comissão de Ética da entidade por 30 dias após denúncias de assédio moral e sexual.