A Comissão de Arbitragem da CBF passa por uma grande reformulação. Depois de anunciar o ex-árbitro Wilson Seneme como novo presidente, o departamento teve a saída de 10 pessoas na última segunda-feira (25).

Entre elas, nomes antigos como Sérgio Corrêa, responsável pelo VAR, Manoel Serapião, responsável pela análise da arbitragem, e coronel Marinho, ouvidor.

Também foram demitidos: Cláudio Cerdeira, José Mocellin, Nilson Monção, José Roberto Wright (assessor), Almir Alves de Mello (responsável por cortes de vídeo do VAR), Marta Magalhães (psicóloga) e Érika Krauss (logística).

Os únicos que permaneceram foram: Alicio Pena Júnior, nomeado interino após a saída de Leonardo Gaciba, no ano passado, Giuliano Bozzano e Édson Resende, que continua como corregedor.