Segundo informação do jornal espanhol “El Mundo”, Marcelo pode perder o jogo de volta da semifinal da Liga dos Campeões entre Real Madrid e Chelsea após ser chamado para ser mesário nas eleições para a Assembleia de Madrid.

Elas acontecem na próxima terça-feira, 4 de maio, véspera do duelo da Champions. A Junta Eleitoral da capital espanhola argumenta que Marcelo pode voar para Inglaterra no mesmo dia da partida.

No entanto, o Real está preocupado com os protocolos para Covid-19 da Uefa como testes de véspera e antes das partidas.

Tanto o departamento jurídico do clube quanto o staff do brasileiro trabalham contra a tempo para convencer a Mesa Eleitoral de que o brasileiro deve viajar com seus companheiros.

De momento, os documentos de apoio foram rejeitados, mas o Real Madrid vai recorrer.

Caso o atleta não seja liberado e mesmo assim falte ao trabalho, ele Marcelo pode cumprir detenção de três meses a um ano ou pagar uma multa, que varia entre dois e 400 euros por dia durante seis a 24 meses.

Pelas regras da Justiça eleitoral, Marcelo terá dificuldade em conseguir a liberação.

A ausência só será permitida por causas profissionais se o trabalhador prestar serviços às seções eleitorais, aos tribunais, ser bombeiro ou pessoal da saúde, ou trabalhar na cobertura das eleições.