Tricolor encarou mais um jogo debaixo de muita chuva | Foto Divulgação/CA Tubarão
Tricolor encarou mais um jogo debaixo de muita chuva | Foto Divulgação/CA Tubarão

 

Dizem que o futebol vive de loucuras. E o Juventus provou essa tese do pior jeito nesta segunda-feira (3).

Após duas vitórias e um empate contra três “grandes” do Estado, o Tricolor chegou com moral para enfrentar o lanterna Tubarão, no fechamento da quarta rodada da Série A do Campeonato Catarinense.

Porém, com uma atuação abaixo do que vinha apresentando, a equipe jaraguaense perdeu a chance de assumir a liderança isolada ao ser superado pelos donos da casa por 2 a 1, no estádio Domingos Gonzalez, e viu sua invencibilidade cair na competição.

Foto Divulgação/CA Tubarão

Todos os gols saíram no segundo tempo. Zé Vitor abriu o placar para o Peixe, aos 7 minutos. Marllon, de pênalti, chegou a empatar para o Moleque Travesso, aos 17, mas Gileard, aos 42, deu a vitória ao time do Sul do Estado.

“Já imaginávamos que seria nosso jogo mais difícil, porque o Tubarão está em uma situação não por méritos deles, mas acontecem certas coisas no futebol que ninguém explica. Fizeram mais um bom jogo no campeonato contra nós e foram felizes para sair com a vitória”, disse o técnico Jorginho.

Como fica

Com a primeira derrota no Estadual, o Juventus caiu para a terceira colocação, com sete pontos, mesmo número do quarto colocado Figueirense e quinto Marcílio Dias, além do vice-líder Avaí. A ponta isolada pertence ao Brusque, com nove.

Já o Tubarão venceu a primeira e saiu da zona de rebaixamento, saltando para a oitava posição, com quatro pontos.

Próximos compromissos

Ambas as equipes voltam a campo no próximo sábado (8). Após duas partidas consecutivas fora de casa, o Tricolor reencontra seu torcedor no clássico do Norte catarinense, contra o Joinville, às 16h, no estádio João Marcatto.

O Tubarão, por sua vez, encara o líder Brusque, às 19h, no estádio Augusto Bauer.

Primeiro tempo

Como já era esperado, o técnico Jorginho manteve a mesma equipe que venceu a Chapecoense na rodada passada, com apenas uma alteração.

Com a documentação regularizada, o goleiro Assis assumiu a titularidade no lugar de Silva e acabou sendo o grande personagem do primeiro tempo.

Nos 20 minutos iniciais, foi um mero espectador ao ver o Tricolor sufocar o Tubarão no campo de defesa.

Nesse período, a melhor chance apareceu aos 11 minutos, quando em rápida jogada pela direita, Marllon recebeu passe próximo a grande área e arriscou o chute, mas a bola passou muito perto da trave direita.

Foto Divulgação/CA Tubarão

Depois, só deu Assis. Com os donos da casa crescendo na partida, o camisa 13 foi muito acionado e correspondeu à altura. Foram três grandes defesas em momentos distintos da segunda metade da etapa inicial, em tentativas de Davi Lopes e Rayan.

O último, aliás, ainda teve a chance mais clara do jogo, aos 28. Após bela triangulação do ataque do Peixe, Davi Lopes deixou o atacante cara a cara com Assis e tentou de cobertura, mas Mikael conseguiu desviar com um carrinho providencial e a bola passou raspando o travessão.

Apesar da pressão, o Moleque Travesso conseguiu segurar o empate até o intervalo.

Segundo tempo

Já na volta dos vestiários, o técnico Jorginho foi obrigado a fazer uma mudança. Após levar uma pancada na coxa, Fabinho deixou o campo para entrada de João Vitor.

Com a bola rolando, o segundo tempo iniciou como terminou o primeiro. Logo no primeiro minuto, após bate e rebate na área, Rayan pegou rebote e teve outra grande oportunidade para marcar para o Peixe, mas chutou por cima.

Aos 6, Davi Lopes acertou o travessão em cobrança de falta. Até que, aos 7, não teve jeito. Em jogada pela direita, Eliomar passou por dois marcadores e cruzou rasteiro para Zé Vitor que bateu de primeira para vencer Assis e abrir o placar.

Com a desvantagem, Jorginho tirou o volante Mikael para colocar o atacante Pablo. A substituição fez o Tricolor voltar a equilibrar o jogo, a ponto do time buscar o empate.

Aos 16 minutos, João Vitor deu uma meia-lua no zagueiro e foi puxado dentro da área por Vinícius Kuerten. Pênalti. Na cobrança, Marllon deslocou o goleiro e deixou tudo igual, aos 17.

Foto Divulgação/CA Tubarão

A igualdade animou o time jaraguaense, que passou a criar as melhores chances. Em contra-ataque, aos 24, João Vitor avançou pela direita, entrou na área e tentou o passe para Itinga no lado esquerdo, mas foi muito forte e a bola saiu pela linha de fundo.

Almejando a vitória para assumir a liderança isolada do campeonato, Jorginho fez a última alteração aos 35, com Marcos Moser entrando no lugar de Denner.

Com isso, João Vitor foi para ponta esquerda e Maninho jogou adiantado como ponta direita. E foi justamente dos pés do lateral que saiu a melhor oportunidade para o Juventus virar o jogo.

Aos 38, o camisa 14 deu lindo passe em profundidade para Itinga, que ficou de frente com Lee, mas chutou em cima do goleiro.

Sem ‘matar’ a partida, o Tricolor sofreu o castigo, aos 42 minutos. Após cruzamento da esquerda, a zaga não marcou Gileard, que havia acabado de entrar e apareceu sozinho no segundo pau para completar o gol vazio e dar a vitória ao Tubarão.

Ficha técnica: Tubarão 2×1 Juventus

Local: Estádio Domingos Gonzalez, em Tubarão (SC)

Data: 03/02/2020 (segunda-feira)
Horário: 20h (horário de Brasília)
Arbitragem: Luiz Augusto Silveira Tisne, auxiliado por Elen Carolin Portal Sieglitz e Andre Eduardo Da Silveira
Cartões amarelos: Davi Lopes, Eliomar, Eduardo Meurer e Gileard (Tubarão); Marllon, Luiz Henrique (Juventus)
Gols: Zé Vitor, aos 7/2T, e Gileard, aos 42/2T (Tubarão); Marllon, aos 17/2T (Juventus)
Tubarão: Lee; Natan, Carlos Alexandre, Vinícius Kuerten e Gustavo Bartell; Eduardo Meurer, Edinho (Israel), Davi Lopes (Thales) e Eliomar; Zé Vitor (Gileard) e Rayan. Técnico: Pingo
Juventus: Assis; Maninho, Rogélio, Felipe Gregório e Luiz Henrique; Mikael (Pablo), Ronald e Marllon; Denner (Marcos Moser), Fabinho (João Vitor) e Itinga. Técnico: Jorginho

 


Resultados da 4ª rodada

Domingo (2)

  • Criciúma 1×1 Marcílio Dias
  • Figueirense 0×2 Avaí
  • Chapecoense 0×1 Brusque
  • Joinville 2×1 Concórdia

Segunda-feira (3)

  • Tubarão 2×1 Juventus

Artilharia

2 gols – Fabinho

2 gols – Marllon
1 gol – Denner

Tabela

fase

23/01/20 – Figueirense 0×0 Juventus (saiba mais)

21h, no Estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis (SC)

26/01/20 – Juventus 3×2 Criciúma (saiba mais)

16h, no Estádio João Marcatto, em Jaraguá do Sul (SC)
Gols: Fabinho (2x) e Denner

29/01/20 – Chapecoense 0×1 Juventus (saiba mais)

19h, na Arena Condá, em Chapecó (SC)
Gol: Marllon

03/02/20 – Tubarão 2×1 Juventus

20h, no Estádio Domingos Silveira Gonzales, em Tubarão (SC)
Gol: Marllon

08/02/20 – Juventus × Joinville

16h, no Estádio João Marcatto, em Jaraguá do Sul (SC)

16/02/20 – Brusque × Juventus

18h30, no Estádio Augusto Bauer, em Brusque (SC)

01/03/20 – Juventus × Concórdia

16h, no Estádio João Marcatto, em Jaraguá do Sul (SC)

08/03/20 – Avaí × Juventus

16h, no Estádio Ressacada, em Florianópolis (SC)

15/03/20 – Juventus × Marcílio Dias

16h, no Estádio João Marcatto, em Jaraguá do Sul (SC)

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram Jaraguá do Sul

Facebook Messenger