A quarta-feira (1º) foi agitada no Internacional. Em protesto pela falta de pagamento de direitos de imagem atrasados, os jogadores não realizaram o treino programado para o período da manhã.

Segundo informações da imprensa gaúcha, alguns jogadores estão três meses sem receber, enquanto outros estão com vencimento em dia.

O presidente do clube, Alessandro Barcellos, se manifestou na tarde desta quarta e garantiu que quitou duas das três parcelas atrasadas.

Com isso, os atletas voltaram ao Centro de Treinamento e participaram do treino da tarde após uma reunião com a direção.

“Vejo como uma questão pontual. Um momento que estamos atravessando. É um grupo novo, que está se formando, conhecendo. São realidades diferentes, há jogadores que estão vindo de fora. Aqui no Inter a vida é difícil e não tem dinheiro sobrando. Ficou bom mostrar a todos a posição que o clube se encontra e comprometimento para sairmos dela”, disse Barcellos em entrevista coletiva.

O mandatário ainda se mostrou surpreso pela decisão dos jogadores, já que segundo ele, o tema vinha sendo tratado pela direção.

“Os jogadores têm direito ao contrato de imagem. Não farei juízo quanto ao direito ou legitimidade da manifestação. O que me surpreendeu foi que esse assunto estava sendo resolvido. Neste sentido expliquei aos jogadores que isso poderia não ocorrer se tivéssemos falado antes. É olhar para frente, virar a página. Felizmente, resolvemos. Não foi a primeira e nem será a última que isso ocorre. Os clubes brasileiros enfrentam esta dificuldade”, declarou.