A Copa do Mundo de 2022, no Catar, será o último trabalho de Galvão Bueno na TV Globo. Um dos maiores narradores esportivos da história da televisão brasileira deixará a emissora ao final do contrato, que é justamente após o Mundial.

O jornalista entrou na empresa em 1981 e ganhou notoriedade por momentos marcantes, como nas conquistas do tetra e do penta da seleção de futebol, em 1994 e 2002.

“Estamos conversando, são reuniões em sequência do que será feito depois da Copa do Mundo. Pretendo realmente dar um mergulho de cabeça nesse mundo digital. Estamos negociando participações, sequência na Globo, outras plataformas. A Globo é minha casa. Não poderia chegar a minha última transmissão de seleção brasileira em TV aberta sem me referir a isso. É um momento que vai ser muito especial, marcante e de muita emoção”, disse.

Em 41 anos de narração, Galvão Bueno trabalhou em 13 Copas do Mundo, sendo 11 só na TV Globo. Além disso, narrou Fórmula 1, Olimpíadas e diversos eventos esportivos de destaque.

Antes da Globo, ele fez parte da Rádio e TV Gazeta, TV Record e Bandeirantes.