Uma curiosidade marcou a volta do futebol no Distrito Federal. Ao mesmo tempo em que Capital e Real Brasília disputavam o jogo de retomada do Estadual na quarta-feira (12), o estádio Mané Garrincha, onde o duelo aconteceu, abrigava pacientes internados pela Covid-19.

Cerca de 147 pessoas infectadas estão em uma área interna que possui 197 leitos do estádio, que foi um dos principais palcos da Copa do Mundo de 2014.

Segundo a Secretaria de Saúde do Distrito Federal, o local para pacientes é distante do gramado para evitar qualquer risco de contágio com os envolvidos nas partidas do "Candangão", que está na fase de quartas de final.

"O jogo ocorre em área aberta. É o recomendável. O vírus se transmite por gotículas, no contato até 2 metros", disse o médico Julival Ribeiro, membro da Sociedade Brasileira de Infectologia (SBI).

No mesmo dia da retomada do futebol, o Distrito Federal confirmou 55 mortos em 24 horas, novo recorde. Há 1.870 mortos e 129.184 casos da doença na região, segundo dados do governo. A partida entre Capital e Real Brasília terminou 1 a 1.

 

Quer mais notícias do Coronavírus COVID-19 no seu celular?

Mais notícias você encontra na área especial sobre o tema:

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram Jaraguá do Sul