A dívida de R$ 7 milhões com o Defensor, do Uruguai, pela compra do meia Arrascaeta - hoje no Flamengo -, em 2015, fez o Cruzeiro voltar a ser punido pela Fifa.

Sem o pagamento até o prazo final, que foi na segunda-feira (28), o clube está impedido de registrar atletas.

A Raposa chegou a contratar na última semana os laterais Norberto e Jean Victor, o zagueiro Rhodolfo, além dos atacantes Wellington Nem, Keké e Eduardo.

Porém, com o prazo vencido para o pagamento, nenhum atleta foi registrado no BID pelo clube.

Esta é a quarta grave punição sofrido pelo time celeste em menos de um ano. No ano passado, o Cruzeiro começou a Série B com seis pontos negativos por uma dívida com o Al Wahda, pelo empréstimo do volante Denilson.

Depois, foi impedido de registrar jogadores por uma dívida com o Zorya, da Ucrânia, pela compra do atacante Willian, em 2014.

Por fim, a punição veio da Câmara Nacional de Resolução de Disputas (CNRD), pelo não repasse de parte do valor da venda do zagueiro Bruno Viana, em 2017, ao Olympiacos, da Grécia.