A Polícia Federal de Sergipe abriu investigação contra Diego Costa, atacante do Atlético-MG, e outras pessoas por suposta participação em esquema criminoso de site de apostas.

Segundo comunicado da PF, a "Operação Distração" apura "suposta prática de exploração de jogos de azar, lavagem de dinheiro, evasão de divisas e organização criminosa envolvendo o site de apostas ESPORTENET, seus proprietários, operadores financeiros e financiador".

De acordo com o ge, o jogador de 32 anos é apontado como um suposto financiador do esquema, que também envolve doleiros e operações de busca e apreensão em outros estados.

O Atlético-MG ainda não se manifestou e aguarda o desenrolar do caso para se posicionar.