Em entrevista coletiva nesta sexta-feira (4), dirigentes e advogados da Chapecoense informaram que o pedido de recuperação judicial na 1.ª Vara Cível da Comarca de Chapecó (SC) foi deferido.

“A Chapecoense padece de uma grave doença, temos uma doença muito grave, estamos vegetando. Infelizmente, para toda doença grave, o remédio é amargo. E, muitas vezes, precisamos ousar com tratamentos especiais”, disse Luiz Peruzzolo, vice-presidente administrativo e financeiro do clube.

A dívida do Verdão do Oeste ultrapassa os R$ 100 milhões e a recuperação judicial foi a última solução encontrada para colocar a casa em ordem.

“É um longo caminho, começou agora, mas tem toda uma estruturação e planejamento. Tivemos apoio do Conselho Deliberativo de forma expressiva”, afirmou Alex Passos, vice-presidente de marketing.