A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) “deu o troco” nos clubes ingleses e no Zenit, da Rússia, que se recusaram a liberar jogadores brasileiros para seleção.

A CBF ativou uma regra da Fifa que os impede de entrar em campo cinco dias depois do fim da data Fifa, ou seja, de 10 a 14 de setembro.

Com isso, Alisson, Fabinho e Roberto Firmino (Liverpool), Ederson e Gabriel Jesus (Manchester City) Thiago Silva (Chelsea), Fred (Manchester United), Raphinha (Leeds United), Claudinho e Malcom (Zenit) perderão uma rodada dos campeonatos nacionais e da Liga dos Campeões da Europa.

Se os clubes tentarem forçar a escalação dos jogadores, a punição prevista é de derrota por 3 a 0 no jogo.

O único atleta e clube poupado foi Richarlison, do Everton, que liberou o atacante para a disputa dos Jogos Olímpicos de Tóquio.