Resumo da notícia:

  • Chapecoense atrasa pagamento a familiares de vítimas da tragédia
  • Tribunal Regional do Trabalho de Santa Catarina (TRT-SC) tenta acordo com o clube
  • 30% da dívida já foi quitada, o que representa R$ 11 milhões

Com uma crise financeira agravada pela pandemia do novo coronavírus, a Chapecoense atrasou pagamento aos familiares das vítimas do acidente aéreo em 2016, que matou 71 pessoas.

O Tribunal Regional do Trabalho de Santa Catarina (TRT-SC) busca acordo para que o clube renegocie as parcelas atrasadas de 28 processos.

Advogados do Verdão do Oeste e familiares das vítimas tiveram encontro na última quinta-feira (2) para iniciar a renegociação. Uma nova audiência sobre o caso está marcada para 14 de julho.

No último mês de abril, a diretoria da Chape solicitou o adiamento no pagamento nas parcelas de abril, maio e junho, sem a aplicação de multa pelo atraso.

De acordo com a Justiça do Trabalho, 30% da dívida (R$ 11 milhões) já foi quitada junto aos familiares.

 

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram Jaraguá do Sul