O último domingo (28) foi histórico para a Band, que voltou a transmitir a Fórmula 1 após 40 anos.

Mas além da corrida, a participação de Nelson Piquet, campeão da categoria em 1981, 1983 e 1987, chamou atenção após o ex-piloto disparar a frase "Globo lixo" durante o programa Show do Esporte.

A emissora, que já havia deletado a cena do vídeo nas redes sociais, se pronunciou oficialmente nesta terça-feira (30).

Em nota, reforçou a importância do Grupo Globo na consolidação da F-1 no Brasil e disse que as visões de seus entrevistados não refletem necessariamente a opinião da empresa.

"Em relação às opiniões proferidas, durante a programação especial da cobertura do Grande Prêmio do Bahrein de F1, a Band esclarece que a posição dos nossos entrevistados não reflete necessariamente a da emissora. Durante os últimos 41 anos, os direitos da F1 foram da Rede Globo e a Band não só reconhece o significativo trabalho feito, como também a qualidade técnica e jornalística, que valorizou e elevou a importância da modalidade", comunicou a emissora.

A atitude de Nelson Piquet não pegou nada bem dentro da Band. Internamente, há uma chateação pela fala do ex-piloto por ter dividido as atenções com os elogios direcionados à transmissão do GP do Bahrein.