Um dos grandes talentos que passaram pelo vôlei jaraguaense se prepara para mais um desafio fora do território brasileiro.

Após defender o Ribeirão Preto na última Superliga, Rodrigo Leitzke, de 25 anos, acertou com o Schonenwerd Volley, da Suíça, para disputa da próxima temporada europeia.

Foto: Divulgação

Natural de Timbó, o central de 2,05m começou sua trajetória nas quadras atuando pela cidade natal. Mas viu sua carreira alavancar após a chegada em Jaraguá do Sul, em 2011.

Por aqui, foram três temporadas com a conquista de todos os títulos possíveis, como Campeonatos Estaduais, Joguinhos e Olesc.

Aos 18 anos, deixou o município e consolidou jornada importante por equipes do Brasil até fechar com os suíços.

Leitzke em jogada com o levantador multicampeão Bruninho na época de Sesi (SP) | Foto: Divulgação

Com contrato de nove meses, Leitzke viaja ao Velho Continente no fim de agosto e terá como principais desafios a Liga Nacional e uma Copa envolvendo os melhores times da Suíça.

“Sempre tive interesse de conhecer a Suíça e através de olheiros acabei sendo visto pelo treinador da equipe que decidiu me contratar. O Schonenwerd tem uma boa tradição no país, sempre brigando pelas melhores posições. Essa temporada não será diferente e gostaria muito de voltar para o Brasil com a taça de campeão”, disse.

Ainda jovem, o atleta já mostra um caminho de sucesso no esporte. Porém, sem esquecer suas raízes.

Mesmo depois de tanto tempo da passagem pela ADV Jaraguá, ele não esconde a gratidão pelo período na cidade, que segundo ele, foi onde mais evoluiu dentro e fora de quadra.

Central após um dos títulos conquistados em Jaraguá | Foto: Divulgação

“No vôlei de Jaraguá para mim foi onde tudo começou e onde eu tive a maior evolução como atleta e pessoa. Fomos campeões em todos os campeonatos que jogamos e sou muito grato aos professores Benhur, Kadylac e Luderitz que eram meus treinadores na época”, destacou.

Passagens por equipes brasileiras, seleção e experiência na Europa

Após a base feita em Timbó e Jaraguá do Sul, Rodrigo Leitzke começou as passagens por grandes clubes do Brasil. O primeiro foi o Sesi (SP).

Depois de ficar um ano e meio na categoria juvenil, ele se profissionalizou no tradicional time do vôlei nacional, logo no ano em que foram vice-campeões da Superliga.

A ascensão rendeu uma convocação para seleção brasileira Sub-23, mas acabou sendo cortado devido a uma grave lesão.

O central fez toda recuperação em Maringá (PR) e jogou mais uma Superliga pela equipe paranaense.

Foto: Divulgação

Depois, passou pelo São Bernardo (SP), antes de encarar sua primeira experiência fora do país ao acertar com um clube da Finlândia, onde jogou o Campeonato Europeu.

Com o fim da competição, retornou ao Brasil e disputou a última edição da Superliga pelo Vôlei Ribeirão Preto (SP). Agora, está pronto para sua segunda experiência no Velho Continente.