Pedro Bezerra Neto ficou conhecido como o Senhor das Flores por percorrer as ruas de Joinville vendendo rosas |  Foto Windson Prado/OCP News
Pedro Bezerra Neto ficou conhecido como o Senhor das Flores por percorrer as ruas de Joinville vendendo rosas | Foto Windson Prado/OCP News

“Flores, flores, flores...?” Se você frequenta a noite joinvilense, seja para fazer um lanche em um food truck, ou naquele jantar romântico em um restaurante sofisticado, e até mesmo nos bailões e boates, certamente já ouviu esta pergunta. Ela sempre vem acompanhada de um carismático senhor, todo paramentado.

Nos pés, sapatos de verniz, muito reluzentes. Calça e camisa social, uma impecável gravata borboleta e estilosos suspensórios. A cereja do bolo, é um simpático chapeuzinho preto. Pra completar, na maioria das vezes, ele está em uma bicicleta florida. Estamos falando do seu Pedro Bezerra Neto, 56 anos, mais conhecido como Senhor das Flores.

Pedro mostra com orgulho a coleção de sapatos que utiliza para percorrer as ruas da cidade | Foto Windson Prado/OCP News

Ele vende rosas e girassóis na noite joinvilense, flores que, na grande maioria das vezes, são presenteadas às mulheres de Joinville, em um ato galanteador de seus companheiros e companheiras. Por semana, em média, nosso personagem chega a vender 200 flores pela cidade.

“Gosto muito do que faço, além de ser uma atividade bastante rentável, estou levando a ternura das flores às mulheres, deixando elas mais felizes. Isso é bem legal”, comenta o romântico senhor.

Do Paraná para Joinville

De terça a sábado ele percorre as ruas de Joinville oferecendo flores à casais apaixonados | Foto Windson Prado/OCP News

Natural de Santa Mônica, interior do Paraná, há seis anos Pedro Bezerra Neto escolheu Joinville para viver. Antes, o senhorzinho morou em São José dos Campos, interior de São Paulo. Foi lá que ele começou a trabalhar com a venda de flores.

“Era um trabalho esporádico, fazia só nas vésperas de datas especiais. Quando me mudei para Joinville comecei a me dedicar mais. De dia vendia salgados pelo Centro e, à noite, as flores. Hoje larguei o salgado e me dedico apenas ao romantismo das flores”, explica Neto.

O trabalho é puxado. Ele começa por volta das 20 horas. Antes, porém, é preciso comprar e cuidar das flores, que são trazidas de São Paulo a Joinville. O transporte é feito de avião. Algumas vezes, seu Pedro também compra as rosas em Curitiba. Aqui, elas são cuidadosamente estocadas em um refrigerador, para ficarem mais conservadas, e assim durarem mais.

Antes de sair de casa, seu Pedro precisa cuidar das rosas, colocar a mercadoria na bicicleta, o que exige um certo talento. Também é necessário preparar o figurino. E que figurino, são cerca de 12 sapatos de verniz e mais de 30 suspensórios.

Depois disso tudo ele sai pedalando e percorre as ruas e o comércio da região central. O Senhor das Flores também vai a boates e salões de baile mais afastados, conforme o dia da semana. O trabalho só termina quando a cota de flores do dia acaba, lá por duas horas da manhã, durante a semana. Nas sextas e sábados, as vendas podem render até as 4 horas da madrugada.

“É cansativo sim, mas gosto muito. Sou apaixonado pelas flores. Sou um homem romântico. Ajudar a proporcionar este romantismo às mulheres é muito gostoso”, explica.

Atenção mulherada, ele está solteiro

Pedro Bezerra Neto já foi casado, mas hoje vive sozinho em uma casa no bairro Anita Garibaldi. Ao ser questionado se é galanteador, se tem um grande amor, ele responde envergonhado que atualmente não, mas está à espera de um crush, uma namorada, para compartilhar todo este amor.

Pedro foi casado, tem um filho e hoje mora sozinho no bairro Anita Garibaldi | Foto Windson Prado/OCP News

Qual rosa escolher

  • Rosa vermelha: amor
  • Rosa cor-de-rosa: amor romântico
  • Rosa amarela: amizade e afeto
  • Rosa azul: mistério
  • Rosa branca: boa sorte e felicidade no amor
  • Rosa laranja: entusiasmo e fascinação
  • Rosa verde: calma e fertilidade

Quer receber as notícias no WhatsApp?