Completando 35 anos em 2022, e comemorados num Café Concerto especial no último dia 27 de agosto, essa tradicional casa de ensino musical é responsável por ter introduzido a música na vida de muitas pessoas ao longo de três décadas e meia e continua cumprindo esse mesmo papel com outras gerações de crianças, jovens e adultos.

 

 

Muitos dos que passaram por ali, mesmo que desempenhando outras funções profissionais, continuaram a participar de atividades musicais ao longo dos anos, atuando em orquestras, bandas, corais comunitários de igrejas, empresas e outras organizações.
Outros ainda, seguiram firmes na bela profissão de músico, atuando com a mesma excelência que foram ensinados.

Com uma equipe de 17 professores, a Casa da Música oferece aulas de Acordeon, Baixo Elétrico, Bateria, Coral, Canto Lírico e Popular, Clarinete, Flauta Doce e Transversal, Orquestra, Guitarra, Musicalização Infantil, Piano, Teclado, Teoria Musical, Ukulelê, Violino, Viola, Violoncelo e Violão.

As professoras Mercedes Doege Korte e Andrea Iargas Malicheski explicam que uma das características da metodologia de ensino é o respeito ao tempo de cada aluno no aprendizado do instrumento ou dos exercícios de canto, até que dominem cada etapa do processo.

Andrea cita o exemplo de uma aluna que conseguiu controlar os sintomas de asma ao aplicar as técnicas de respiração aprendidas nas aulas de canto. Um relato específico, mas interessante ao mostrar como a música pode transformar vidas.

Mercedes destaca que trabalhar com música é muito prazeroso porque coloca em nossas mãos, como professores, a nobre tarefa de ajudar as pessoas a concretizarem sonhos.
Além de adquirirem a habilidade de tocar ou cantar, usufruem de um estado de bem estar e uma sensação inclusiva, visto que a música não faz distinções, todos podem aprender, em qualquer idade, no seu ritmo e desfrutar de seus inúmeros benefícios".

 

Uma longa (e belíssima) história

Uma das escolas de música mais conceituadas de Jaraguá do Sul, a Casa da Música é uma ideia que encontrou pessoas apaixonadas para executá-la. As sementes são tão antigas que nem se pode precisar exatamente quando surgiram, mas algumas pessoas foram imprescindíveis para que o projeto tomasse forma.

Uma dessas pessoas foi a Liara Roseli Krobot que assumiu a coordenação da atividade musical do colégio em 1987. Seu nome foi indicado pelo conhecido maestro Ricardo Feldens (in memorian), que dedicado e atuante na Comunidade Evangélica Luterana, viu em Liara, na época coralista do coral na igreja, a pessoa certa para o ensino musical dentro do colégio.
O trabalho executado com seriedade e competência, teve muito êxito, e com apoio da direção, e uma equipe escolhida a dedos, deu forma a Casa da Música, que em junho de 1987 estendeu os trabalhos a toda comunidade.

Em 2002, a Escola se tornou uma cooperativa de profissionais de arte, passando a se chamar Casa & Cultura, oferecendo também outras modalidades artísticas. Em 2018, com a grande procura por aulas de música, passou a concentrar unicamente essa oferta de ensino, voltando a adotar o nome pela qual ficou conhecida

Seu atual endereço fica na histórica casa amarela, na Rua Domingos Rodrigues da Nova nº 109. Além de modalidades individuais, a Casa da Música oferece gratuitamente a seus alunos o “Programa de Estudo Coletivo” que objetiva práticas de música em grupo, como o Coral, a Banda Mini Infantil, o Grupo de Violões e a Orquestra Ricardo Feldens.

Divulgação/Casa da Música

“Não sabemos exatamente se a música nos escolheu ou se nós a escolhemos, o fato é que vivemos e trabalhamos com muito gosto pela música. Desde 1987 nosso coração foi colocado em sintonia com a Casa da Música e com arte de ensinar com paixão", complementa a professora Mercedes.