O alpinista Hélio Fenrich, de Jaraguá do Sul, está na Tanzânia e acaba de conquistar o topo da maior montanha do continente africano. A chegada ao cume do Kilimanjaro aconteceu após seis dias de expedição.

No topo da montanha, o alpinista Hélio Fenrich fez uma singela homenagem à cidade de Chapecó e ao grupo da Chapecoense.

Hélio levou a bandeira do time para o cume da montanha como uma maneira simbólica de lembrar as vítimas da tragédia do acidente de avião na Colômbia, em novembro passado.

helio
Hélio Fenrich já enfrentou diversos desafios como alpinista

Agora, ele se prepara para a segunda subida na montanha. O objetivo é fazê-la em apenas 20h. A expedição faz parte do "Projeto Sete Cumes". Com chuva forte, o trajeto exigiu uma dose extra de energia e paciência.

Ele revela que os equipamentos ficaram molhados em duas situações. “Você não leva botas ou tênis adicionais, então, minha preocupação era não ter roupa seca para ir ao cume”, explica. Mas, contrariando os dias anteriores, a partir do quarto, o tempo de manteve bom e a expedição continuou com tranquilidade.

Considerada a maior montanha da África, o Kilimanjaro está localizado no nordeste da Tanzânia, junto à fronteira com o Quênia. O monte tem 5.895 metros de altura e se ergue em meio a uma planície de savana.