A Rede Rancho Bom Supermercados é a mais admirada pelos consumidores e fornecedores entre as redes de médio porte do setor, na região Norte de Santa Catarina.

Este é o segundo ano consecutivo que a empresa conquista o prêmio, por meio de pesquisa encomendada pela Associação Catarinense de Supermercados (Acats) e realizada pelo Instituto Mapa. Estavam concorrendo a premiação todos supermercados associados na Acts, divididos por regiões e portes.

Para o diretor e proprietário do Rancho Bom Supermercados, Clélio Névio Baggenstoss, o reconhecimento é fruto de uma relação de respeito com a comunidade, baseada em qualidade dos produtos, preço justo e bom atendimento. “É a nossa prioridade”, enfatiza o empresário.

Rede conta com unidades por toda a região | Foto Divulgação/Rancho Bom
Rede conta com unidades por toda a região | Foto Divulgação/Rancho Bom

A preocupação com a comunidade ultrapassa as paredes do supermercado. Um exemplo é a organização de uma feijoada beneficente. Neste ano, o evento vai ser no dia 5 de agosto, na unidade sede, em Schroeder.

O valor arrecadado com a feijoada será revertido para o Hospital São José de Jaraguá do Sul, o Hospital Santo Antônio de Guaramirim e o Corpo de Bombeiros Voluntários de Schroeder.

Na hora de depositar os cartões nas urnas, espalhadas pelas lojas da rede, os clientes vão poder escolher qual entidade irá beneficiar. Cada ticket custa R$ 25. “Quanto mais pudermos ajudar a comunidade, melhor”, observa.

Baggenstoss acredita que o retorno dos atos solidários vem naturalmente. E parece que o pensamento deu certo para a Rede Rancho Bom.

De uma casa comercial humilde em Schoeder, o negócio se transformou em uma grande rede, com sete supermercados, dois centros de distribuição e uma cabanha bovina, localizadas nas cidades de Guaramirim, Jaraguá do Sul e Schroeder.

“Tudo começou com o meu sogro, em 1969. Ele atendia em uma casa de madeira. Por volta de 1988, ele decidiu que a empresa só ia continuar se eu e minha esposa assumimos a direção. Em 1990, deixei meu trabalho antigo e passei a me dedicar totalmente ao supermercado”, conta o proprietário.

Rede já conta com sete unidades na região

Em 1998 foi inaugurada a atual sede da rede, no bairro Rancho Bom, em Schroeder. A primeira loja fora do município foi em Jaraguá do Sul, no bairro Jaraguá Esquerdo.

O último investimento da empresa foi no Centro de Guaramirim. De junho de 2017 para junho deste ano, a rede cresceu 8,9% e conta atualmente com 520 colaboradores.

A empresa, de característica familiar, deve seguir nos próximos anos com a participação dos filhos de Baggenstoss: Gustavo e Rodolfo. Segundo o proprietário, eles já atuam na rede e querem dar continuidade ao trabalho dos pais e avós.

Como dica para quem pensa em investir no setor supermercadista, Baggenstoss aconselha: “nada vem por acaso, precisamos ter um objetivo e fazer o que está ao nosso alcance para conquistá-lo, mas mantendo o pé no chão e planejando cada etapa”.

“No cenário atual, é preciso ter coragem para investir. A concorrência está cada vez maior e a realidade é outra. Por isso, procuramos manter o equilíbrio nos negócios”, observa.

Produtos importados

Através de uma parceria com a Rede Premium de supermercados em Santa Catarina, as unidades Rancho Bom terão diferentes itens importados com preços acessíveis nas prateleiras. Entre eles, queijos, vinhos, chocolates e azeites de oliva, por exemplo.

Segundo o empresário Clélio Baggenstoss, a Premium é uma rede independente, onde os filiados fazem a compra desses produtos diferenciados em conjunto, para colocar com preços competitivos nos mercados.

Para Clélio Baggenstoss, prêmio é reconhecimento do relacionamento entre a empresa e os consumidores | Foto Arquivo OCP News
Para Clélio Baggenstoss, prêmio é reconhecimento do relacionamento entre a empresa e os consumidores | Foto Arquivo OCP News

Outra novidade é uso de ferramentas tecnológicas nas unidades para otimizar tempo e gastos. “Fomos citados na Associação Paulista de Supermercados (APS) por usar o planograma de supermercado”, revela.

Neste sistema, estão todas as informações necessárias para organizar os produtos nas gôndolas, como quantidade e disposição.

“Assim, sabemos quantos itens precisamos enviar para cada unidade. Não falta e não sobra”, frisa o proprietário.

O uso da ferramenta, exclusiva na região, foi possível através de uma parceria com uma empresa italiana.

-

Quer receber as notícias no WhatsApp?