Fotos divulgação
Fotos divulgação

No começo de tudo, ainda no século 19, o cinema era apenas e tão somente imagem. O som só chegou em 1927, 32 anos depois da primeira exibição pública realizada pelos irmãos Lumière. Mas nada impede que hoje os primeiros passos do cinema mudo ganhem trilha sonora, uma experiência de união entre imagem e som ao vivo que fica cada vez mais corriqueira no Brasil. Regular sim, mas desinteressante, nunca.

O Trio Babitonga, formado pelos músicos Fábio Oliveira (piano), Rafael Vieira (bateria) e Kahlil Bello (contrabaixo) , investe no formato com o show “Cinejazz”, que apresenta neste sábado (13), às 21h, na Galeria 33, em Joinville. Os ingressos estão à venda AQUI.

No espetáculo, o grupo e o público fazem uma viagem pelo início do cinema com filmes raros de Louis e Auguste Lumiere. Enquanto rolam as projeções – as primeiras imagens realizadas com o cinematógrafo criado pelos irmãos, ainda no início do século passado -, o trio provê uma moldura musical à base de latin jazz e chorinho composta especialmente para este trabalho.

Exposição

Também neste sábado, só que às 10h, a Galeria 33 inaugura a exposição “A Viagem de Kamakura a Kioto, Leva 12 Dias”, do artista argentino, radicado em Balneário Camboriú, Marcelo Urizar (foto acima). Ele apresenta 12 obras criadas com a técnica do desenho, que usa a textura comacrílico sobre tela para dar vida a uma viagem de sonho entre Kamakura e Quioto, na qual coisas surpreendentes acontecem nos 12 dias que ela duara.

Os budistas acreditam que esta viagem intimista promova a transformação cármica. No percurso, o traço único do artista cria formas e põe cor na paisagem que se descortina em cada tela, pausadamente, para que a viagem dure o tempo certo e não se perca a oportunidade de admirar a beleza da lua, que, segundo a crença, só aparece no céu no 12º dia. A mostra segue em cartaz até 26 de maio.