Divulgação
Divulgação

Se o dileto leitor acompanha a cena roqueira de Joinville, é muito possível que conheça o músico Rafael Zimath e as bandas que ele integrou nas últimas duas décadas (Somaa, Alva e Butt Spencer). O que talvez ele não saiba é que o produtor, compositor e guitarrista tem uma faceta de compositor de trilhas para filmes.

Esse lado, digamos, obscuro é que Zimath quer tirar das sombras. Ele acaba de criar canais nas plataformas Soundcloud (AQUI) e Bandcamp (AQUI) justamente para tornar acessível esse trabalho, ao qual se dedica desde 2007, quando compôs uma peça de 15 minutos para o curta “Sob o Céu de Joinville”. Nessa área, a mais recente atuação foi no filme “Receita de Amor”, de Ebner Gonçalves, lançado no final de fevereiro.

A criação musical cinematográfica de Zimath parte um espectro sonoro variado e mais amplo que o seu habitat no rock. Nem cabem peças minimalistas registradas apenas com a guitarra  (“Enxugando gelo”, “A cebola que chorou”, “A falsa promessa de atenção digital”), canções que remetem à linguagem harmônica do tango e jazz (“Relapso de Ennio” e “Nunca respire o que não puder ver”) e  músicas calcadas no peso, como "Sem Título" e "Despertar".

Filmografia

- “Sob o céu de Joinville” (2008), escrito e dirigido por Rodrigo Falk Brum.

- “Cinemaiêutica” (2010), dirigido por Rodrigo Falk Brum.
- “Expedição ao Ártico – Caçada à Aurora Boreal” (2012), escrito e dirigido por Nielson Modro.
- “Sem título” (2013), escrito e dirigido por Fabricio Porto.
- “Receita de Amor” (2019), escrito e dirigido por Ebner Gonçalves.
- “Dente de Leite” (inédito), escrito e dirigido por Rodrigo Falk Brum.