Única fotógrafa latino-americana no banco de imagens mais famoso do mundo, a francisquense Lair Leoni Bernardoni está de volta às livrarias após um hiato de 12 anos. O novo livro, “Rotas Lairianas”, é composto de imagens e prosa poética da fotógrafa internacional e escritora. O lançamento, com o selo da Editora Letradágua, acontece nesta quinta-feira (28), às 20h, no Shopping Balneário, em Balneário Camboriú.

Como indica o título, a obra reúne dois traços marcantes da artista: suas viagens em torno do mundo e o seu lirismo que é passaporte da sua trajetória na vida e na arte. Segundo o editor Joel Gehlen o novo livro é um cardiopassaporte, que nos faz valsar entre terras e trilhos que não se deixam medir nas distâncias, mas pelas milhagens da indecifrável emoção.

A obra fotográfica de Lair Bernardoni ganhou o mundo na década de 1980, quando ingressou no elenco do The Image Bank, sendo comercializada em países do Ocidente e Oriente, nas 76 sucursais que dispunha o banco de imagens mais famoso do mundo.

No Brasil e no exterior, suas imagens espelharam capas de livros, perfumes, discos e peças publicitárias de grandes empresas. Única fotógrafa-mulher da América Latina nesse seletíssimo grupo criativo, sua criação integra também acervos museográficos, como o Musée Français de la Photographie, parte integrante do Museu do Louvre, em França.

Lair realizou inúmeras exposições individuais no Brasil, inclusive no MASP (Museu de Arte de São Paulo) e nas principais capitais do mundo, como Roma (1986), Paris (1987), Nova York (1990), Viena (1991), Washington (1993) e Atenas (1996). Em abril de 2013, realizou sua última grande exposição, no Museu de Arte de Santa Catarina, em Florianópolis, comemorativa aos 30 anos de atividade na fotografia.