Divulgação
Divulgação

O documentário brasileiro ganha um bom espaço na programação do Sesc de Jaraguá do Sul, o que significa dizer que os cinéfilos locais têm a chance de assistir de graça a produções recentes e fora do circuito nacional. As sessões, sempre às 19h, começam nesta segunda-feira (4) e vão até quinta (7).

A estreia é com o documentário “O Céu Sobre os Ombros” (foto no alto), que acompanha o dia a dia de três pessoas: Everlyn, transexual que vive entre a prosstitutição e os cursos de sexualidade que ministra; Murari, hare krishna e líder da torcida organizada do Atlético Mineiro; e Lwei, africano descendente de portugueses que escreve vários livros ao mesmo tempo, mas nunca consegue termina-los.

Na terça (5) é a vez de outro documentário: “Uma Noite em 67”, que resgata o mítico 3º Festival da Música Popular Brasileira da TV Record. Entre nomes como Roberto Carlos, Caetano Veloso, Gilberto Gil, Chico Buarque, Os Mutantes e Edu Lobo, o evento foi marcado pelo surgimento do tropicalismo e os rachas artísticos e políticos naquele momento da ditadura militar.

Eleito o melhor documentário do festival É Tudo Verdade de 2010, “Terra Deu, Terra Come” é o cartaz na quarta-feira (6). Memória e ficção se mistura na história do garimpeiro Pedro de Almeida, um dos últimos conhecedores dos vissungos, cantigas em dialeto cantadas durantes os funerais no inteiro de Minas Gerais.

A programação encerra na quinta (7) com “Garapa”, de José Padilha. Tendo como tema a fome no mundo, o filme é resultado de mais de 45 horas de material filmado por uma pequena equipe que, durante quatro semanas, acompanhou o cotidiano de três famílias cearenses que quase não tinham o que comer.