Três amigos realizam uma viagem em busca de amores idílicos e efêmeros, em Os Exilados Românticos | Foto Divulgação
Três amigos realizam uma viagem em busca de amores idílicos e efêmeros, em Os Exilados Românticos | Foto Divulgação

O Cineclube da Fundação Cultural Badesc apresenta de 4 a 8 de junho (terça a sábado) o 15ª Festival de Cinema Europeu. Serão exibidos 10 filmes entre documentários, longas e curtas-metragens, de diversos países, como Itália, Eslovênia, Chipre, Croácia, França e Espanha.

Este ano o Festival traz o tema Futuro. Os filmes selecionados captam um planeta em transe, seja pelos visíveis efeitos da crise ambiental ou pelas soluções tecnológicas que permeiam as relações sociais e afetivas. O desafio de projetar novos horizontes para a vida nas cidades também é um dos pontos abordados.

O evento é promovido pela Associação dos Institutos Culturais, Embaixadas e Consulados de Países Membros da União Europeia (EUNIC Brasil) e é realizado em outras dez capitais brasileiras e mais o Distrito Federal.

A entrada é gratuita e as senhas são distribuídas com 30 minutos de antecedência.

Programação:

Dia 04, terça-feira, 19h

  • Ivan. De Janez Burger. Eslovênia. 2017. 95 min. Drama. Sem Classificação.
  • Logo após dar à luz à Ivan, Mara é forçada a escolher entre ficar com seu filho ou o homem que ela ama.

Logo após dar à luz à Ivan, Mara é forçada a escolher entre ficar com seu filho ou o homem que ela ama | Foto Divulgação

 

Dia 05, quarta-feira, 17h

  • Amanhecer em Kimmeria (Sunrise in Kimmeria) de Simon Farmakas. Chipre. 2018. 101 min. Comédia. 12 anos.
  • Uma vila remota do Chipre se torna tragicômica quando um objeto não identificado cai numa plantação de batatas e desencadeia uma série de eventos.

Dia 05, quarta-feira, 19h

  • The startup – Dá play no seu futuro. (The startup – Accendi il tuo futuro) de Alessandro D'Alatri. Itália. 2017. 98 min. Drama biográfico. 14 anos.
  • Matteo Achilli tem 18 anos e quer se tornar um nadador de sucesso, porém percebe que precisa enfrentar um favorecido companheiro de time.

Dia 06, quinta-feira, 17h

  • Bikes versus Carros. (Bikes vs Cars) de Fredrik Gertten. Suécia. 2015.  92 min. Documentário. Classificação Livre.
  • A indústria automobilística tem grande influência nas políticas públicas das cidades, mas as bicicletas estão mudando esse jogo.

Dia 06, quinta-feira, 19h

  • Liza, a Fada Raposa. (Liza, a rókatündér) de Károly Ujj Mészáros. Hungria, 2015. 98 min. Comédia. 16 anos.
  • Liza sonha com um romance, porém todos os seus pretendentes morrem de forma extrema e violenta, o que faz com que ela tema ser uma fox fairy.

Dia 07, sexta-feira, 17h

  • O que estamos esperando? (Qu’est-ce qu’on attend?) de Marie-Monique ROBIN. França. 2016. 119 min. Documentário. Classificação Livre
  • O documentário conta como uma pequena cidade da Alsácia, de 2200 habitantes, começou o processo de transição para a era do pós-petróleo, decidindo reduzir o impacto ambiental.

Dia 07, sexta-feira, 19h

  • O último poço. (Posljednji bunar) de Filip Filković Philatz. Croácia. 2015. 20 min.Ficção.  Sem Classificação.
  • No ano de 2037, o dono do último poço de água natural precisa fazer um último comércio antes que o mesmo seque.

No ano de 2037, o dono do último poço de água natural precisa fazer um último comércio antes que o mesmo seque | Foto Divulgação

O Galho Prata

  • (The Silver Branch) de Katrina Costello. Irlanda.2017. 75 min. Documentário. Classificação Livre
  • Essa estreia da diretora Katrina Costello, que filmou muitas sequências da natureza de tirar o fôlego, cria uma experiência de visualização que é profundamente meditativa, levando a uma profunda conexão com o ambiente natural e uma maior conscientização de nosso papel na proteção do nosso planeta vulnerável.

Dia 08, sábado, 15h

  • Construindo o futuro - 100 anos de Bauhaus. (Vom Bauen der Zukunft  - 100 Jahre Bauhaus /Bauhaus Spirit -  100 Years of Bauhaus) de Niels Bolbrinker e Thomas Tielsch. Alemanha. 2018. 95 min. Documentário. Classificação Livre.
  • Um olhar sobre a escola de arte e arquitetura da Bauhaus, fundada há quase 100 anos, e que originou diversos movimentos e inspirações.

Dia 08, sábado, 17h

  • Os exilados românticos. (Los exiliados románticos) de Jonás Trueba. Espanha. 2015.  70 min. Drama Romântico. 12 anos.
  • Três amigos realizam uma viagem em busca de amores idílicos e efêmeros, na tentativa de experimentar novas emoções que os faça sentirem-se vivos.

 

Quer receber as notícias no WhatsApp?