1º Fórum Municipal do Idoso acontece sexta-feira no Centro de Convivência de Jaraguá do Sul

Por: Pedro Leal

24/04/2023 - 14:04 - Atualizada em: 24/04/2023 - 14:26

A Prefeitura de Jaraguá do Sul, por Secretaria de Assistência Social e Habitação e do Conselho Municipal dos Direitos do Idoso (CMDI), informa que ocorre nesta sexta-feira (28) o 1º Fórum Municipal do Idoso, no Centro de Convivência Arnoldo Leonardo Schmitt, nos períodos da manhã e tarde. O tema será “Políticas Públicas e Privadas – Traçando Ações em Favor da Longevidade”.

Segundo a presidente do CMDI e coordenadora do Centro de Convivência, Hildegard Boshammer, devem participar do Fórum cerca de 300 pessoas entre grupos de idosos, coordenadores destes grupos, além de entidades e empresas parceiras.

A programação terá início às 8 horas e deverá se estender no período da tarde, a partir das 13h30 com palestras e grupos de discussão que irá envolver entidades não governamentais e representantes do poder público municipal

O objetivo do evento é divulgar as ações já instituídas no município por meio dos seus órgãos oficiais e entidades não governamentais. Também é meta do evento o aperfeiçoamento das atividades voltadas às pessoas com mais de sessenta anos, que poderão ser desenvolvidas por toda a sociedade em busca do cumprimento do Estatuto do Idoso e novos projetos a serem apresentados no Fundo Municipal do Direitos do Idoso (FMDI).

A finalidade dessa iniciativa também é a tomada de consciência da sociedade sobre a importância de oferecer espaços e acessos públicos e privados com novo olhar, para as novas tecnologias de educação, trabalho, entretenimento, cultura, saúde, esporte e bem-estar, voltados integralmente para a população idosa de Jaraguá do Sul. As propostas, ao final do fórum, deverão contemplar todas as fases do envelhecer, do 60 aos cem anos de vida.

“O desafio é constante e é responsabilidade social de todos o compromisso com essas pessoas que muito contribuíram para o bem-estar de suas famílias, empresas, escolas e o desenvolvimento da cidade”, completa Hildegard Boshammer.