Foto Divulgação/Prefeitura de Blumenau
Foto Divulgação/Prefeitura de Blumenau

A Controladoria-Geral de Blumenau tem desenvolvido na prática um Programa de Compliance, cujo objetivo é evitar que condutas pessoais consideradas incoerentes afrontem os valores éticos e morais da sociedade.

Buscando prevenir, detectar e remediar atos de desconformidades, como fraudes, corrupção e desvios, a equipe de auditoria destacada para implementar o sistema de gestão de Compliance no órgão já realizou entrevistas individuais com todos os servidores da Controladoria, mapeando e avaliando os riscos a que o órgão está sujeito e o próximo passo é estabelecer os controles internos a fim de evitar que os riscos identificados venham a acontecer.

Embora não tenha ocorrido nenhuma irregularidade, depois de a Controladoria ter seu próprio programa, ficará mais fácil criar uma política de Compliance para toda a Administração Pública Municipal, visando institucionalizar práticas de integridade por meio de padrões de condutas ao trabalho desempenhados pelos servidores públicos municipais.

Não será uma tarefa fácil, já que cada órgão possui suas particularidades que precisam ser analisadas. Porém, não basta apenas criar uma lei ou impor uma obrigação ao outro, é necessário dar plenas condições para que o programa seja efetivamente executado.

Por isso, na condição de controlador-geral busquei qualificação na área e obtive a Certificação Profissional em Compliance Anticorrupção. Essa certificação atesta a capacidade da Controladoria-Geral em coordenar a implementação de um Programa de Compliance abrangente na esfera da Administração Pública Municipal.

Logo, o programa vai muito além de um instrumento de combate à corrupção, representa a garantia da coerência e uniformidade, contribuindo na mudança de comportamento e na cultura organizacional pautados na integridade, transparência, boa governança e boa-fé, como resgate da confiança e imagem da Administração Pública.

Quer receber as notícias no WhatsApp?