Os atuais cursos de ensino médio do Senai, realizados em 14 cidades do estado e que totalizam 3,2 mil alunos, passam a se integrar ao Sesi, a maior rede privada de educação básica do país, composta por mais de 500 escolas e aproximadamente 300 mil estudantes em todo o território nacional.

Os alunos terão acesso a metodologias e tecnologias educacionais diferenciadas como games educativos, atividades “mão na massa” e robótica. Os cursos terão mais ênfase no ensino de ciências, tecnologia e matemática. As aulas continuarão a ser ministradas nas escolas do Senai.

“O objetivo desta mudança é integrar os estudantes catarinenses à proposta em andamento nos demais estados, incluindo o acesso a recursos do Sesi Nacional, sempre priorizando a qualidade do ensino”, afirma o diretor de educação do Sesi de Santa Catarina, João Roberto Lorenzett. “Estamos agregando duas instituições fortes e relevantes neste modelo”, acrescenta.

Em Jaraguá do Sul, Joinville, Blumenau, Concórdia, Chapecó, São Miguel do Oeste, Lages, Tubarão e Itajaí é adotado o ensino médio articulado com a educação profissional, no qual os alunos realizam o ensino médio em um período do dia e o curso técnico em outro.

Desta maneira, os conceitos aprendidos na educação básica são aplicados no curso profissionalizante. Nestas cidades as matrículas estão abertas e podem ser feitas nas unidades do Senai.

Aciag apresenta Masterplan

A união entre a classe empresarial e o setor público pode dar vida à um projeto focado no desenvolvimento socioeconômico de Guaramirim. O Masterplan, foi apresentado na última sexta-feira (26), pela Associação Empresarial de Guaramirim e Fundação Empreender.

O programa tem como objetivo potencializar os setores existentes no município e diagnosticar setores econômicos com potencial de futuro e contribuir para o fortalecimento local e regional, estimulando a competitividade.

Atualmente, o Masterplan está sendo desenvolvido por quatro cidades: Guaramirim, Mafra, São Bento do Sul e Rio do Sul que contarão com a consultoria da EY, empresa reconhecida internacionalmente.

“Guaramirim está produzindo uma economia forte e com o apoio de todos poderemos crescer ainda mais. Nesse processo, teremos o apoio de uma consultoria com renome internacional, que nos auxiliará a entender quais são as vocações econômicas e sociais”, comenta o secretário de Desenvolvimento Econômico, Rodrigo Ademir da Silva.

Cidades inteligentes

Florianópolis recebe no próximo dia 31 de outubro, no Auditório da Softplan, no Sapiens Parque, o primeiro Smart City Fórum Floripa, uma versão no formato de fórum do Congresso Mundial que ocorre anualmente em Barcelona. Em Curitiba, a versão inclui congresso e exposição.

Quatro temas principais ligados ao desenvolvimento das cidades e à qualidade de vida dos cidadãos irão a debate: governança, mobilidade urbana, energias renováveis e bairros planejados.

Jaraguá investe em ampliações de empresas

Com pouca expectativa de grandes investimentos na indústria vindos de outras regiões do país, em função do cenário econômico geral do país, a Secretaria de Desenvolvimento econômico e Turismo (SEMDEICST), voltou suas ações para empresas já instaladas e com projetos de ampliações no próprio Município de Jaraguá do Sul, segundo o secretário da pasta, Domingos Zancanaro.

São Indústrias que estão com investimentos e ampliações de seu parques fabris e com previsão de geração de mão de obra.Entre os destaques estão uma empresa de máquinas e equipamentos para empacotamento de produtos ampliação do parque fabril (infraestrutura predial) de produção de 650m² para 3.000m²,  trazendo um investimento superior a R$ 2.000.000,00, previsão de aumento de mão de obra a médio prazo de 50% do quadro de 40 para 60 Funcionários.

Outro projeto diz respeito a uma empresa de equipamentos para combustíveis alternativos, com  uma nova planta de 2.400 m, investimento de R$ 10.000.000,00 previsão de aumento de mão de obra a médio prazo de 100% do quadro de funcionários de 35 para 70. A prefeitura não divulgou quais seriam as empresas, atendendo a pedido das mesmas.

Livraria Cultura entra em recuperação judicial

Más notícias para os bibliófilos brasileiros: a Livraria Cultura entrou semana passada com pedido de recuperação judicial.

A empresa deve apresentar o plano de recuperação em 60 dias e depois será submetido à aprovação de uma assembleia com os credores. O prazo para a homologação do plano pela Justiça foi determinado em 180 dias, contados de forma corrida.

Até que o processo seja concluído, a Livraria Cultura fica impedida de pagar dívidas, inclusive as trabalhistas. Se o plano não der certo, infelizmente poderá resultar em falência.

A empresa foi fundada por Eva Herz, em 1947, e com mais de 70 anos de atuação chega ao fim de 2018 acumulando dívidas na casa dos R$ 285,4 milhões.

Atualmente mantém cerca de 15 unidades físicas no Brasil, além da loja online e da plataforma Estante Virtual, adquirida no fim de 2017. O setor de livrarias encolheu 40% desde 2014.

Caminhoneiros iniciam nova greve

Começou nesta segunda-feira (29) uma nova greve dos caminhoneiros, com início em Goiás. Por ora,as rodovias não estão sendo bloqueadas e não há sinais de que a paralisação alcance os níveis vistos em maio deste ano.

Até o fechamento da coluna, a movimentação se restringia ao estado de Goiás, mas a previsão era de que Santa Catarina fosse o segundo estado a entrar na greve.

O motivo da greve é o descumprimento da tabela do piso mínimo do frete, que os caminhoneiros entendem como uma falha da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT).

Segundo os motoristas, as transportadoras estão pagando um valor abaixo do frete mínimo e "perseguindo" os caminhoneiros que não aceitarem o valor.

A ANTT ainda estuda maneiras de penalizar o descumprimento da tabela, e por isso o prejuízo já é sentido pelos caminhoneiros. O prazo para apresentação de propostas para a ANTT acaba no dia 9 de novembro.

Enquanto o governo Temer tenta controlar o cenário, os impactos desta segunda greve da categoria prometem ser um dos primeiros desafios para o mandato de Jair Bolsonaro, que começa em janeiro.

 

Quer receber as notícias no WhatsApp?