O candidato ao governo do Estado Gelson Merisio (PSD) cumpriu agenda dupla na região, ontem. Primeiro, falou para o setor empresarial em plenária conjunta do setor de Guaramirim, Schroeder, Massaranduba e Corupá. No fim da tarde, Merisio participou da reunião da Acijs..

Nos dois eventos, o candidato se comprometeu com a BR-280. Há 15 dias, Merisio teve que responder por que, embora tivesse a duplicação do trecho urbano no plano de governo, nas entrevistas não citava a rodovia como prioridade.

Ontem, ressaltou contar com a vitória de Amin (PP) – que o acompanhava -  e Colombo (PSD, para sensibilizar o governo federal para importância da rodovia até São Francisco do Sul.

Outra questão que mereceu destaque na fala do candidato foi o fortalecimento da IMA (Instituto do Meio Ambiente de Santa Catarina).

"Temos quase R$70 bilhões parados nas gavetas de análise dos órgãos ambientais. O IMA irá crescer exponencialmente para darmos vazão a essa demanda, para dizer rapidamente sim ou não, com segurança jurídica".

São hoje 14 mil processos que aguardam resposta por parte do IMA. Segundo Merisio, mesmo que seja uma resposta negativa, isso libera o capital de investimento para ser aplicado em outra área, acelerando o giro da roda da economia.

Pelo voto útil

"Sempre fomos bem recebidos, sempre acabamos ganhando alguns recursos, mas nunca será a mesma coisa do que ter um legítimo representante de Jaraguá do Sul e região em Brasília." Afirmação do gestor de convênios da Prefeitura, Antônio da Luz, que há 11 anos atua no setor.

Ele lembra que os deputados federais têm R$ 15 milhões de emendas individuais por ano, mais as indicações de bancada, e de recursos extras. Antônio defende a candidatura de Carlos Chiodini (MDB).

“Vai pressionar, brigar, pelos nossos grandes pleitos como a BR-280, contorno ferroviário e recursos para mobilidade urbana e para saúde". Segundo o gestor de convênios, Jaraguá do Sul tem mais de R$ 200 milhões em projetos que precisam de recursos federais para serem executados.

Na cabeça

Cumprindo agenda de compromissos no Sul do Estado, o deputado estadual Carlos Chiodini, MDB, que disputa pela primeira vez uma eleição para deputado federal, se deparou com uma cena inusitada em Araranguá, um jovem simpatizante a sua candidatura colocou seu número de campanha no cabelo.

Lunelli retorna anunciando obra

O prefeito Antídio Lunelli (MDB) retornou ontem de licença e hoje já anuncia obra. Em coletiva de imprensa deve divulgar a pavimentação de outras 23 ruas. Segundo a assessoria de imprensa, a verba para as melhorias é resultado da economia alcançada nas licitações anteriores.

Marketing engajado e inteligente

O Burger King Brasil decidiu entrar no campo do debate político com o comercial "Whopper em Branco", uma ação de conscientização contra o voto em branco ou nulo. No filme, a marca apresenta uma urna para que seus consumidores possam simular a votação em seu candidato à presidência.

Aqueles que optam por votar em branco recebem, ao invés do sanduíche que pediram, o Whopper em Branco, uma versão apenas com cebola e maionese.

Com o mote "quando alguém escolhe no seu lugar, não dá para reclamar do resultado", a rede de fast-food espera conscientizar seus clientes da importância do voto.

Corpo a corpo

O ex-prefeito Dieter Janssen (PP) começou a manhã de ontem no Planalto Norte. À tarde, teve reuniões em Jaraguá do Sul, esteve com a majoritária na plenária da Acijs e à noite participou de evento em Nereu Ramos ao lado de Carlos Chiodini (MDB).

O foco nesta reta final será o corpo a corpo e o eleitor do Vale do Itapocu. A meta é passar por todos os bairros de Jaraguá até sexta-feira. Nas redes sociais, Dieter tem feito uma campanha inteligente, com apelo ao público jovem e interativa, lembrando as principais ações da sua gestão como prefeito.

Última live

Estreante na política, Leandro Schmöckel Gonçalves (Novo) faz hoje ao vivo sua última interação com os eleitores pelo Facebook. Dá para entrar, perguntar e opinar ao meio dia.

Fios soltos

Um acidente com um motociclista na rua Jorge Czerniewicz, no bairro Czerniewicz, na semana passada, foi tema de debate na Câmara. Segundo o vereador Arlindo Rincos (PSD), um cabo de telefonia enroscou no pescoço do jovem e o fez cair da moto.

O parlamentar propôs aos demais uma nova mobilização para buscar uma solução definitiva junto ao Ministério Público, Polícia Militar e empresas de telefonia. Marcelindo Gruner (PTB) solicitou a realização de uma audiência pública para tratar sobre o tema.

No trânsito

Segundo a Secretaria de Planejamento, do ano passado para cá, foram implantadas 18 faixas elevadas em Jaraguá do Sul. No mesmo período, 20 lombadas eletrônicas de 40 quilômetros por hora foram desligadas.

Além disso, foram implantadas mais duas lombadas físicas (não elevadas) no município. Outro dado, é que desde o início de 2017 até agosto de 2018, não foram colocados novos semáforos, porém, três que estavam inativos foram ligados.

Fundo Cultural

A Secretaria Municipal de Cultura lançou ontem edital de apoio a projetos culturais. A concorrência segue até o dia 14 de novembro e podem se inscrever projetos que se encaixem em 11 modalidades:

  • Artesanato;
  • Artes visuais;
  • Audiovisual;
  • Dança;
  • Literatura;
  • Manifestações culturais;
  • Música;
  • Patrimônio histórico-cultural material e imaterial;
  • Patrimônio histórico edificado;
  • Teatro;
  • Circo.

O valor destinado ao edital é de R$ 615 mil aprovado pelo Conselho Municipal de Cultura. Os projetos aprovados serão executados em 12 meses.

Quer receber as notícias no WhatsApp?