O prefeito Antídio Lunelli, o presidente da Acijs Anselmo Ramos e o presidente da Fiesc Mario Cezar de Aguiar assinaram ontem compromisso por uma Jaraguá mais saudável | Foto Divulgação

O prefeito Antídio Lunelli, o presidente da Acijs Anselmo Ramos e o presidente da Fiesc Mario Cezar de Aguiar assinaram ontem compromisso por uma Jaraguá mais saudável | Foto Divulgação

Uma rede para articular ações hoje desarticuladas em busca de melhor qualidade de vida aos jaraguaenses foi formada oficialmente na manhã de ontem com assinatura de um termo de compromisso entre Sesi, Acijs e Prefeitura.

O lançamento do projeto chamado de Jaraguá mais saudável reuniu lideranças empresariais, políticas e da comunidade.

A ideia vem sendo desenvolvida desde 2016 e no ano passado ganhou capítulo importante com a vinda ao município de especialistas do projeto Blue Zones, organização internacional dedicada a pesquisas sobre a longevidade da população.

A equipe que vem se dedicando voluntariamente ao tema decidiu criar no município a própria versão do Blue Zones. O projeto envolve, além das entidades que firmaram compromisso, líderes de igrejas e os multiplicadores.

A proposta central é tornar Jaraguá do Sul já referência em tantos setores também em qualidade de vida e hábitos saudáveis. Após uma longa análise sobre as características da cidade, o grupo chegou à conclusão de que não é preciso inventar a roda.

O município conta com forte engajamento no associativismo, no voluntariado, tem equipamentos de qualidade - já são mais de 80 pequenos parques com academia ao ar livre, 26 hortas comunitárias, mais de quatro mil idosos nos centros de convivência, hospitais de ponta, programas como Proerd e Proeva, clubes e roteiro religioso que formam um interessante mix.

O primeiro desafio será articular esse conjunto e aumentar o alcance dessas ações.

Um dos idealizadores do projeto, o ex-presidente da Acijs Giuliano Donini ressaltou que não há como pensar em um setor industrial forte apenas do portão para dentro das empresas.

É com uma comunidade sadia, ativa, engajada, com fé, de bem com a vida e que conta com serviços públicos de qualidade que se constrói um futuro  melhor para todos.

Como vai funcionar

O trabalho a que essas entidades se propõem envolve um conjunto de atividades coletivas e individuais de promoção da saúde e da qualidade de vida.

As ações compreendem o monitoramento de indicadores municipais e a ampla disseminação de informações sobre o tema.

Conforme o diretor regional do Sesi, Jefferson Galdino, o projeto Jaraguá mais saudável vem mobilizando as entidades há algum e tem previsão de quatro anos para estar totalmente implementado.

Modelo para SC

A partir do projeto-piloto, a ideia poderá ser levada pelo Sesi a outras regiões de Santa Catarina com a denominação "Cidade Mais Saudável".

"O que está sendo construído é um projeto que tem a sua base na comunidade, em que pese considerar um modelo internacional, que está sendo pensado e planejado em Jaraguá do Sul", disse Fabrizio Machado Pereira.

Encontro com a classe empresarial

As associações empresariais de Guaramirim (Aciag), Schroeder (Acias) e Massaranduba (Aciam), promovem na próxima segunda-feira um encontro com os candidatos a deputado federal pela região para um bate papo com os associados e comunidade.

O evento acontecerá no auditório da Aciag, às 18h30.No dia 24 de setembro, será a vez dos candidatos a deputado estadual serem ouvidos.

No Novo

Candidato a deputado federal, Leandro Schmöckel Gonçalves (Novo), participará do Painel Voz Única, na 154ª assembleia geral do Conselho Estadual de Jovens Empreendedores de Santa Catarina, em Araranguá, na tarde de sexta-feira.

Já à noite, o jaraguaense estará com o candidato à presidência da República, João Amoêdo, em Criciúma.

Decisão do TRE proíbe PT de usar cor laranja

O TRE/SC concedeu uma liminar favorável ao Partido Novo proibindo o candidato ao governo do Estado Décio Lima (PT) de usar a cor laranja e a palavra “Novo” em seu material de campanha.

A decisão também obriga a retirar do ar toda e qualquer publicação com tais características, com aplicação de multa diária de R$ 5 mil, caso a decisão não seja acatada.

"Entendemos que muitos candidatos possam querer se distanciar das imagens de seus partidos, mas nós temos orgulho do nosso. E de forma alguma temos a pretensão de sermos os donos da cor laranja, mas a cor do PT é o vermelho", comentou Eduardo Ribeiro, presidente estadual da sigla, sobre a decisão.

Contra o maruim

A Prefeitura de Jaraguá do Sul vai liberar R$ 150 mil, que deverão ser destinados à compra de equipamentos para o laboratório de pesquisa contra o maruim, instalado na Amvali.

O vereador Eugênio Juraszek (PP), que vem liderando o movimento contra o inseto, diz que são necessários outros R$ 250 mil para equipar a estrutura.

Uma das maiores preocupações do parlamentar é quanto ao incomodo que o maruim causa principalmente nas áreas rurais e nas escolas.

Quer receber as notícias no WhatsApp?