A sexta-feira ainda foi de clima hostil na Prefeitura de Jaraguá do Sul. A desconfiança é geral, porém, integrantes da administração de Antídio Lunelli (PMDB) garantem que não haverá tentativa de perseguição e intimidação a servidores que aderiram à greve de um mês. Depois de toda tempestade, os verbos mais conjugados pelos ocupantes do primeiro escalão são apaziguar e trabalhar. A prioridade é a retomada dos serviços e a modernização da máquina pública. O entendimento é de que o ajuste era necessário aos cofres públicos, mas o aprendizado foi de que o diálogo é sempre o melhor caminho. Na outra ponta, o que se espera é que os servidores cumpram com suas obrigações prestando um bom atendimento. A sociedade não pode ser mais penalizada do que já foi. Decisões judiciais já haviam decretado a ilegalidade do movimento. A greve pode ser instrumento de pressão aos governos, quando feita dentro das regras, mas quase sempre gera revolta na população. E na retomada dos serviços é essa população que merece ser tratada como prioridade, seja na elaboração de um calendário justo de recuperação das aulas perdidas ou no posto de saúde onde as filas foram represadas. Mudando a pauta do Legislativo Depois de mais de um mês praticamente restrita aos temas ligados aos servidores, a pauta da Câmara de Vereadores de Jaraguá do Sul deve começar a mudar a partir da próxima semana. Pelo menos essa é a expectativa do presidente Pedro Garcia (PMDB). “Nós não paramos de trabalhar, mas agora com o fim da greve podemos retomar um ritmo melhor na Câmara também”, prevê.  
DSCN2880
Eni Voltolini ex-deputado, ex-secretário de governo, empresário e nome tradicional do PP no Estado, além de corupaense de nascimento, visitou o prefeito de Corupá, João Gottardi, nesta semana. Os dois falaram sobre o fortalecimento do PP no município, o compromisso com transparência no governo do prefeito de Corupá, além de outras ‘boas dicas e conselhos do experiente político que sempre são muito bem-vindas’, segundo Gottardi
  Alunos farão projeto de reforma Será assinado na próxima terça-feira um termo de compromisso entre a Católica de Santa Catarina e a Agência de Desenvolvimento Regional. A ideia é que os alunos de engenharia da instituição, que participam do Projeto Comunitário, façam os projetos de reformas das escolas estaduais da região. Mutirão de limpeza em sete cemitérios A Prefeitura de Jaraguá do Sul realizou nesta semana um mutirão de limpeza nos sete cemitérios municipais. O primeiro a receber a melhoria foi o da Vila Lenzi, onde foi executado o trabalho nas proximidades da capela mortuária. Ainda estão em andamento os trabalhos nos cemitérios do bairro Czerniewicz e Chico de Paulo. Projeto antipichação Seguindo exemplo de São Paulo, o vereador Eugênio Juraszek (PP) deve entregar esta semana ao prefeito Antídio Lunelli uma minuta do projeto de lei antipichação. A matéria propõe uma parceria com a Polícia Militar para multar quem for flagrado pichando imóveis públicos ou privados sem autorização e também a obrigatoriedade do registro de venda nos comércios que oferecem as tintas spray.