Foto Raphael Guilherme Moser/Apan Blumenau
Foto Raphael Guilherme Moser/Apan Blumenau

Um ginásio vibrante e uma merecida vaga para a final. As duas situações levaram a Apan Blumenau a conquistar o que mais almejava nas últimas três temporadas: o acesso à Superliga, a elite do voleibol masculino brasileiro. O time comandado pelo dedicado técnico André Donegá soube usar a inteligência para superar seis equipes de força nacional e colocar novamente a cidade de Blumenau no mapa da modalidade. Ainda terá a decisão neste domingo (14) contra o Botafogo, às 19h, no Rio de Janeiro. Mas o principal objetivo já foi alcançado: o acesso.

Agora inicia um novo processo de sua história e quem tem a ganhar com isso somos todos nós, especialmente a cidade de Blumenau. Aqui em nosso consagrado Ginásio Sebastião Cruz, o Galegão, voltaremos a receber as potências do voleibol nacional. Uma situação que promete movimentar a economia como um todo, desde a rede hoteleira até os empregos gerados indiretamente para fazer a engrenagem de um grande evento se tornar realidade. A missão dessa estratégia fica nas mãos da diretoria capitaneada por Luís Fernando Pamplona Novaes, que já mostrou estar no caminho certo desde os princípios de planejamento até o resultado final.

Artur Novaes, personagem determinante nos primórdios do voleibol blumenauense, certamente está feliz onde estiver. O sucesso da Apan Blumenau superou as barreiras interestaduais e ganhou a dimensão nacional. E podemos afirmar com autonomia uma certeza: preparem-se para um Ginásio Galegão com ingressos esgotados. Não somente pela novidade do retorno da equipe à Superliga, mas especialmente pela convicção de algo que afirmamos com a certeza da vivência: o blumenauense é um apaixonado por esporte.