Por Nelson Luiz Pereira - conselheiro editorial do OCP

Reconhecendo o popular adágio “juntos somos mais fortes”, o governo do Estado anunciou um oportuno e adequado plano de enfrentamento à Covid-19, cujas ações passam a ser compartilhadas com os municípios.

As estratégias e decisões de liberações e restrições, são agora fundamentadas em diagnóstico situacional de cada município ou região. Diante do estágio que nos encontramos, a implementação de referida ação, demonstra coerência e poder de resposta como forma de avançar preservando vidas e minimizando custos.

Embora em nosso Estado o índice de ocupação das UTIs seja baixo, isso não deve ser encarado como parâmetro de situação controlada. Diante de uma pandemia desta característica, não há, em essência, situação controlada.

A ciência ainda não dominou o vírus a ponto de erradica-lo. Portanto, indicador nenhum poderá ser interpretado como situação segura. Isto porque, não temos dados realísticos que nos dê uma imagem fidedigna do impacto da Covid-19, tanto no âmbito do estado como no país.

Não dispomos de estrutura de testagem para a totalidade da população, entre outros elementos. Sendo assim, a melhor estratégia é trabalhar conjuntamente com inteligência e muita informação.

Com esse padrão de organização estratégica, municípios com indicadores favoravelmente diferenciados, poderão compartilhar seus modelos de enfrentamento e controles, com aqueles municípios em situações mais delicadas.

Evidencia-se, por fim, que essa força conjunta envolve, notadamente, a atitude responsável de cada cidadão, em obedecer as recomendações das autoridades.

 

Quer mais notícias do Coronavírus COVID-19 no seu celular?

Mais notícias você encontra na área especial sobre o tema:

Receba as notícias do OCP no seu aplicativo de mensagens favorito:

WhatsApp

Telegram Jaraguá do Sul