Foi aprovado na Câmara de Vereadores de Guaramirim esta semana, o projeto que trata da criação do Complexo Multimodal na região do Poço Grande. O PL passou em primeiro turno e agora segue para nova votação na sessão de terça-feira.

O objetivo do projeto é a instalação de grandes empreendimentos que terão à disposição aeródromo, linha ferroviária, áreas para a construção de aeroporto de cargas e porto seco. Além disso, na proposta do complexo, está previsto um condomínio industrial e uma nova ligação com Joinville.

De acordo com o projeto aprovado, para atração de empresas para o Complexo Multimodal, um pacote de benefícios fiscais está incluso, como:
• 20 anos de isenção do IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano);
• 5 anos de isenção da taxa de localização;
• 5 anos de isenção da taxa de alvará sanitário;
• Isenção do ISS (Imposto Sobre Serviços) da construção do empreendimento;
• Isenção da taxa de licença para construção.

O presidente da Câmara Osvaldo Barbosa (PP), crê que a cidade será beneficiada com o projeto. “Grandes empresas estarão vindo para Guaramirim. Será uma nova realidade para a cidade, com geração de emprego, novas oportunidades. Toda a cadeia produtiva guaramirense será beneficiada”, destaca. O Complexo Multimodal de Guaramirim terá aproximadamente 45 milhões de metros quadrados.

Prédios de até 25 andares

A Câmara guaramirense também aprovou em 1º turno na quinta-feira (21) o projeto que trata sobre o zoneamento, uso e ocupação de solo de Guaramirim. Entre as principais mudanças, loteamentos no município deverão ter no mínimo 250 metros quadrados e prédios poderão ter até 25 andares na cidade.

Outra atualização que consta no projeto é a aprovação de construções em Cota 100 (altitude em relação ao nível do mar). A Defesa Civil dará o aval ou não para as construções. Anteriormente, Guaramirim permitia construção em Cota 80. O projeto terá nova votação na próxima terça-feira (26).

Parceiro da Infraestrutura

O deputado federal Carlos Chiodini (MDB), que também é presidente da Comissão de Viação e Transportes (CVT), recebeu na quinta-feira (21) o selo de parceiro da infraestrutura. O título foi concedido pela Associação Nacional dos Analistas e Especialistas em Infraestrutura (Aneinfra), pelos serviços prestados ao Desenvolvimento do Brasil.

“Esta é certamente uma grande honraria, sei que é reconhecimento do nosso trabalho diário em Brasília. Mas, é preciso que se diga que ainda temos muita luta pela frente. Não consigo comemorar vendo a situação decadente das nossas rodovias federais, está difícil até de apontar qual está em pior situação. Temos o desafio orçamentário e isso todos sabemos, mas me surpreende a falta de interesse do governo federal, mesmo com o aporte de R$ 450 milhões do governo do Estado, ainda não vimos uma contrapartida justa para os catarinenses”, argumenta o presidente da CVT.

Foto: Divulgação

 

Encontros da Avevi são realizados na Câmara jaraguaense

A Câmara de Jaraguá do Sul recebeu duas reuniões da Associação dos Vereadores do Vale do Itapocu (Avevi) nesta semana. A primeira foi na tarde de quinta-feira (21) com a Diretoria Executiva e o Conselho Consultivo da entidade e vereadores da região.

Estiveram presentes o presidente do Legislativo jaraguaense, Onésimo Sell (MDB), a vereadora Nina Santin Camello (Progressistas) e Rodrigo Livramento (Novo), além do presidente da Avevi, vereador de Corupá Lairton Muller (MDB), o vereador de Guaramirim Nilson Bylaardt (MDB), Everaldo Coelho (PRTB) de Schroeder e Matias Tomczak (DEM) de Guaramirim.

No encontro, foram discutidas as ações da Associação para os últimos meses do ano e as demandas da região do Vale do Itapocu junto ao governo estadual encampadas, principalmente, pelo Colegiado da Mulher Vereadora. Os pleitos são a criação da Casa Abrigo para mulheres em situação de violência doméstica e a Central de Libras, que seria administrada pelo Consórcio Intermunicipal de Gestão Pública do Vale do Itapocu (Cigamvali) e pretende atender aos surdos e mudos das cidades da região.

Foto: Divulgação

Foco nas mulheres

Na sexta-feira (22), o Colegiado da Mulher Vereadora da Avevi também se reuniu para discutir pautas do órgão. As vereadoras de Jaraguá Nina Santin Camello (PP) e Sirley Schappo (Novo), de Corupá, Bernadete Hillbrecht (PSD), de Schroeder, Ana Cláudia de Oliveira (MDB), e a de Guaramirim, professora Maria Rosana Franz (PSD) definiram que o regimento do Colegiado será elaborado neste ano e apresentado aos demais vereadores, entes públicos e imprensa no começo de 2022.

Também foram discutidas atividades que as parlamentares querem desenvolver com as escolas da região a fim de instruir os estudantes sobre temas relacionados à violência contra a mulher. As vereadoras do Vale do Itapocu também trataram sobre o Outubro Rosa e todas apoiam a campanha da Rede Feminina: Amor Que Cabe no Peito.